oto GRUPO ×
WhatsApp: (85) 3466-1133
Blog

Qual a importância da vacina BCG⁣, conhecida como vacina da marquinha?

15 de janeiro de 2021
Qual a importância da vacina BCG⁣, conhecida como vacina da marquinha?

Você tem aquela marquinha no braço de uma vacina que tomou na infância? Este sinal, que pode ter até um centímetro de diâmetro, é uma reação da vacina conhecida como BCG.

Seu nome científico é Bacillus Calmette-Guérin e trata-se de uma das vacinas mais importantes que deve ser tomada nos primeiros dias de vida do bebê, pois ela age na proteção contra doenças infectocontagiosas, como:

  • Tuberculose;
  • Tuberculose miliar;
  • Meningite tuberculosa.

Acompanhe a leitura, saiba o por quê seu filho deve tomar a vacina BCG, conheça as contraindicações e também as possíveis reações.

A importância da vacina BCG

Segundo o Ministério da Saúde, foi através desta vacinação em massa que hoje, no Brasil, os casos de doenças como tuberculose, tuberculose miliar e meningite caíram drasticamente e sua ocorrência é mínima nas crianças. Fator que demonstra a eficácia no processo de prevenção dessas formas graves.

De acordo com dados divulgados em 2019 pelo Ministério da Saúde, o Brasil reduziu em 8% o número de mortes por tuberculose na última década. O país passou também a liderar a estratégia de luta global contra a doença, assumindo por três anos a presidência do Conselho da Stop TB Partnership, instituição que busca eliminar a tuberculose no mundo e conta com cerca de 1.700 representantes em mais de 100 países.

Graças aos avanços na medicina, a vacina BCG apresenta uma proteção de mais de 80% contra as formas graves e disseminadas da doença e sua aplicação em dose única é recomendada para crianças até os cinco anos de idade. Vale lembrar ainda que os bebês já podem ser vacinados nos primeiros dias de vida.

Existe alguma contraindicação?

É imprescindível que você saiba quais são as contraindicações e se você ou seu filho se encaixam nelas. Para ter mais segurança, busque sempre orientação médica. Considerando recomendações gerais, esta vacina não é aconselhada para:

  • Mães imunodeprimidas;
  • Recém-nascidos de mães que usaram medicamentos que possam causar imunodepressão do feto durante a gestação;
  • Prematuros, até que atinjam 2 kg de peso.

Há alguns casos em que a aplicação na criança deve ser adiada. Um exemplo disso é  quando as mães fizeram uso durante a gravidez de medicamentos que interferem na imunidade. Por isso, é fundamental realizar o pré-natal e manter um bom acompanhamento clínico mesmo após a gestação.

Cuidados antes, durante e após a vacinação:

Pode ficar tranquilo, pois antes da vacinação não há a necessidade de cuidados específicos com o seu bebê. Outro ponto importante a ser destacado é que, após este momento, não se recomenda o uso de nenhum medicamento, curativo ou qualquer outro produto. 

Como reação mais comum, na maioria das vezes, haverá a formação de cicatriz no local da aplicação, caracterizando a famosa marquinha que permanece durante toda a vida das pessoas. Caso você perceba que ela é maior que um centímetro ou está demorando demais para cicatrizar, consulte seu pediatra para que o bebê possa receber acompanhamento e a área seja examinada.

Gostou do conteúdo? Em nosso site você fica por dentro de todas as vacinas disponíveis e também sobre nosso atendimento com vacinadores que dão todo o suporte para a aplicação no conforto do seu lar. Acesse agora mesmo clicando aqui.

Compartilhar: