oto GRUPO ×
WhatsApp: (85) 3466-1133
Blog

Como aliviar as reações às vacinas

7 de dezembro de 2020
Como aliviar as reações às vacinas

A vacinação é uma importante forma de aumentar a imunidade e proteger a todos de doenças e suas complicações. Uma das fases que se deve ter maior atenção ao calendário vacinal é a infância, especialmente no primeiro ano de vida.

Este momento é imprescindível para garantir mais saúde aos pequenos, no entanto, muitas vezes é associado à tensão e à preocupação com as possíveis reações à vacina.

Você também tem esse medo? Para te ajudar a lidar com esta situação com mais calma e segurança, separamos dicas de como identificar, caso haja reações, e principalmente como prevenir. Acompanhe a leitura!

Principais Sintomas e Reações

A reação da vacina não é algo comum em todos os casos, no entanto é bastante temida por todos os pais quando iniciam a vacinação infantil.

Nos casos em que há a ocorrência de reação, os sinais podem surgir até 48 horas após a aplicação e costumam ter seu desaparecimento de forma natural após 2 a 3 dias.

Contudo, é preciso ficar alerta para evitar complicações à saúde dos pequenos. Por isso, é importante conhecer os sintomas mais comuns como reação da vacina para que, mais rápido identificado, mais breve seja feito um atendimento, se necessário. Entre os principais estão:

  • Febre
  • Sono excessivo
  • Falta de Apetite
  • Dor e vermelhidão no local da aplicação

Como aliviar as reações?

De modo geral, as crianças costumam apresentar mais sonolência após tomar a dose de vacina ou mesmo ter perda de apetite, mas nada que represente algo sério e, em algumas horas, normaliza-se.

Algumas dicas podem ser colocadas em prática para prevenir e aliviar os sintomas mais comuns. A primeira delas é deixar seu filho o mais relaxado possível na hora de receber a aplicação.

Uma boa alternativa é buscar profissionais que adotam métodos específicos para tornar este momento mais leve e também seguro.

Por exemplo, na OTO Vacinas, os especialistas utilizam técnicas (link post 3) como o da “Abelhinha Buzz” que dribla a sensação dolorosa através de movimentos vibratórios, ou ainda o “Pikluk” que ameniza a dor por meio da sensibilização da região. Tudo isso, torna o momento mais descontraído e menos associado à dor ou tensão.

No entanto, se mesmo assim ainda vier o choro, é hora de dar aconchego materno aos pequenos. Caso seu filho ainda se alimente pelo leite materno, uma boa forma de acalmá-lo é amamentando. Quanto à alimentação, tanto antes quanto após a vacinação, prefira alimentos mais leves, como sopas de legumes e frutas.

Se você notar que há vermelhidão, inchaço ou dor no local, aplique gelo. Para isso, enrole-o em uma fralda e coloque no local por 15 minutos, podendo repetir até três vezes ao dia. Seu filho pode também ficar um pouco  irritado devido ao mal-estar. Nestes casos, o melhor é deixá-lo dormir bastante e repousar. Na OTO Vacinas você recebe essas e outras orientações, visando maior conforto e segurança. Fale conosco e mantenha a carteirinha de vacinação em dia.

Compartilhar: